quarta-feira, 13 de maio de 2009

Empezar Desde Cero

Ontem eu tomei uma decisão muito importante: eu decidi que vou deixar a Mia.
É por mim, pela minha saúde e pela minha vida. Eu não posso continuar me destruindo assim.
Já faz muito tempo que eu passo por isso. Eu continuo no mesmo lugar!
Quando eu quis voltar para os meus 53kg aos 15 anos, eu não sabia que isso poderia acontecer. Eu estava com 56, havia engordado. Estava me sentindo incomodada e todo mundo me dizia que era coisa da idade, que eu estava crescendo. Mas eu poderia perder aqueles 2,5kg a mais, então eu decidi tentar. E estou tentando desde então.
Depois dos 53 eu quis 51 porque sempre me achei meio cheinha. Depois dos 51, os 49 porque a casa dos 40 parecia muito melhor que a dos 50, pois eu ainda continuava cheinha... Dos 49, eu quis 46. Emagrecer só mais 3kg porque eu ainda estava tão gorda, como a gordura me incomodava!
Pediam para eu engordar um pouquinho porque as minhas calças estavam feias no meu corpo porque estavam muito largas. Comecei a usar as calças da minha irmã. Uma era tamanho 16. Tenho guardada até hoje porque sonho em poder usá-la novamente.
Eu estava com 44,5. Arredondo pra 45.
Usava uma calça de malha e duas calças jeans. Pra fazer volume e pra me proteger do frio. Quis 40kg.
Nunca consegui.
Comecei a vomitar. Não me lembro como foi, não lembro onde foi e nem quando foi. Meus primeiros registros são de 2006, eu estava com 16 anos. Em julho, com 17, eu já tinha um blog e já vomitava todos os dias.
Engordei. Perdi muitas coisas, meu desempenho caiu, minha alegria sumiu. Antes eu estava apenas deprimida, depois tudo me irritava. Brigava com todo mundo, me tranquei em casa, ninguém mais me via. Estava com 53kg, morrendo de vergonha.
Algumas pessoas da igreja foram em casa conversar comigo e me oferecer ajuda. As pessoas do grupo de teatro, que eu participava, se reuniram e foram em casa uma noite convesar comigo. Eu me encolhi no sofá e não disse nada, praticamente não os cumprimentei. Minha mãe começou a desconfiar que eu estava vomitando, queria me levar a um psicólogo. Eu neguei e disse que iria melhorar.
Emagreci e engordei outra vez, inúmeras vezes e muitas de vocês puderam acompanhar quase tudo desde o início do meu antigo blog. Outras vêem tudo agora e agora está tudo diferente.
Dos 55,5kg ou 56 (porque eu arredondo) eu fui aos 44,5 e aos inacreditáveis 61.
Em novembro do ano passado, eu fui dos 60 aos 48. Sempre me pesando de tênis e jeans, a vida toda. Entre dezembro e janeiro, eu fui dos 48 aos 59.
Eu não estou bem há muito tempo. Não tenho paz, não consigo me achar bonita, me sentir confortável comigo. Sinto dores, fraqueza, cãimbras e tudo isso que vocês também sentem.
Mas eu cheguei a extremos. E está na hora de parar antes que eu não agüente mais, antes que o meu corpo não agüente mais.
Não sei dizer como tudo isso surgiu, talvez sempre tenha existido, desde que eu nasci. No dia 23 de dezembro de 2003 eu desmaiei na rua, com o meu padrinho e a minha prima porque era o meu segundo dia de jejum.
Talvez isso venha de dentro, de dentro de um coração que se sentiu sozinho. Acho que nada me faltou. Talvez tenha me sobrado muito. E as expectativas, as cobranças e a pressão também foi demais...
Eu não tenho coragem de dizer quanto eu estou pesando. Mas eu preciso emagrecer.
E sem vomitar.
Não é legal se encurvar diante de uma privada rezando pra que seu coração agüente e não tenha um ataque ali. Você diz: "só mais essa vez, agüente mais essa vez, por favor, eu não posso ficar com isso dentro de mim". E vomita.
Pensem bem no que vocês estão fazendo. Eu não sou NINGUÉM, eu não sou ABSOLUTAMENTE NADA pra dar conselhos e não sou nenhum exemplo de NADA. Só pensem se vale a pena.
Talvez se eu tivesse chegado aos 40kg assim eu achria que valeu a pena sim. Mas eu estou no mesmo lugar. Talvez se eu tivesse chegado aos 40kg eu não estaria mais aqui. Talvez se eu tivesse chegado viva aos 40kg, eu acharia que não era o suficiente... Nunca se sabe.
Vou tentar fazer um LF certinho. Sem compulsões, sem excessos. Porque se isso acontecer, eu não vou conseguir ficar sem miar.
Sejamos fortes!

Nobody said it was easy.


-

9 comentários:

Feer. ♥ disse...

Só quem passa por isso sabe como é!
Amiga, você sabe que pode contar com a gente pra qualquer decisão que tomares! Pois inconscientemente (ou conscientemente) nós sabemos que isso tudo mexe com a gente, isso tudo faz e muito mal, mas vamos lá e fazemos..

Tudo que precisar pode contar comigo, seja para chorar, rir, conversar, qualquer coisa.. tudo que você quis conseguiu e se vc quer parar com isso, vai conseguir tbm!

Forças!

Beeijos e se cuida!

Mila disse...

Força!
Acho ótimo largar a mia, todas sabemos o quanto faz mal.
Mas também sei o quanto é difícil.

Você é muito forte, acredite!
E sabe que tem MUITAS pessoas aqui dispostas a te dar força!

Beijos!

☆ácida ou doce☆ disse...

força pra ti, e eu te apóio na decisão!
escolha sempre o que for melhor pra ti!
bjoo amoure

Léo da Silva disse...

História longa, porém, bem determinada. Miar muito pode levar as consequências graves. :x

Minha mãe também reclama que saio com as calças jeans e camisetas tão largas demais. :~

Prefiro as calças skinny e camisetas de tamanho P.

Por curiosidade, tamanho 16 é 34, certo?

Bah! É ruim o próximo como a tua mãe te desconfiando, até a minha mãe também desconfia, aff...

Não se desespera, deixe mia para sempre (quem sabe). Leva bem com a anna até a meta em que você quer chegar.

Boa sorte com LF. Compulsões? 3 batidas de madeira! Bati!

Seja forte, viu

Beijos

lovely disse...

Querida!
Te dou o maior apoio nessa decisão que tomou.

A bulimia já destruiu muitos dos meus sonhos e deixou minha vida em frangalhos.
CHEGA! Agora o dificil é se livrar dela, mas acredito que um dia vou conseguir.... e você também vai ^^

Força pra você!!
Tudo de bom e cuide-se!

Barb. disse...

Estou feliz por ter tomado essa decisão! Vamos firmes com LF que tudo vai dar certo ;)
voltei a tomar chá verde, tem sido muito bom, não tomo mais nada além de água e chá verde!

espero que fique bem amiga!
beijo! amo vc ^^

Léo da Silva disse...

Opa! Tem um selinho pra ti no meu blog. :*

Porcelain.Doll disse...

Tens uma história e tanto. De luta e muitas vitórias, acho que encaixa contigo, mesmo.
Querida fico muito feliz por quereres deixar de vomitar, mais que isso, eu sei que vais conseguir.
LOVE

Anna disse...

que post lindo..
tomara q você consgiga..
eu sempre resolvo largar a mia mas acobo falhando..
eu conheci uma menina q me disse praticamente tudo isso q vc escreveu.ela era anna e mia, largo tudo, agora ela disse q é mto mais feliz.. desejo isso pra vc, e pra mim,

beijoss forçass