sábado, 24 de outubro de 2009

Garotas grandes não choram

Todos os dias dessa semana, eu passei em algum lugar pra comer depois da faculdade. Comer compulsivamente, claro. Foram todos os dias, sem excessão. Incluiu o Habbibs, Mc Donald's, Burger King, padaria, restaurantes de shoppings, supermercados... Lembro disso com muita dor. Porque não quero mais isso. Gastei dinheiro demais, mais de R$150,00! Bem mais! E eu não trabalho, então tenho a impressão de que estou sugando os meus pais - e de fato estou! - e eles não merecem uma filha assim medíocre como eu. Perdão.
Eu comia muito, muito mesmo. Depois vomitava. Teve dias que eu voltei pra casa logo depois de vomitar, ainda fraca, completamente zonza. Outros dias eu ia pra outro lugar e comia mais e vomitava de novo... Em casa eu jantava, vomitava. Depois comia de madrugada e vomitava.
Tô acabada.
Chorei, chorei, chorei muito essa semana. Me senti um lixo praticamente todos os dias. A balança que marcou 48kg foi pra 48,5kg. E isso já foi o suficiente pra me fazer entrar em desespero! Meu corpo está cansado, dolorido... Me entupi de laxantes, tô fraca, sem ânimo.
Eu não aguento mais.
Perdi uma prova de matemática de propósito porque não sabia nada. Fui ao médico pra pegar atestado pra poder ter a chance de fazer a prova substituta no fim do ano. E agora vou torcer pra dar certo.
Sinto que eu não sirvo pra nada, que sou um peso no mundo, um fardo para os meus pais. Outro dia, tomando banho, pensei na possibilidade de conseguir morrer afogada ali no chuveiro mesmo. Logo me repreendi por tal pensamento. O suicídio. Tentador. Absurdo. Imperdoável.
Misericórdia, perdão, Deus!
Quero mudar. Me organizar, organizar essa bagunça que ta a minha vida. Me sinto burra e lerda, odeio isso. Quero ser uma boa filha e tirar notas altas, pra que os meus pais sintam orgulho de mim. Pra que eu me sinta pelo menos suficiente. Não quero mais ser essa menina imapaciente e respondona, eu quero ser adorável. Tenho planos de fazer tudo certo. Isso inclui NFs e LFs certos.
Eu me sinto maior a cada dia, por mais que a balança mostre que os números diminuem. É quase insuportável, eu ainda preciso diminuir... Minhas skinnys 38 estão largas e saem sem desabotoar. Vou começar a usar uma calça em cima da outra.
Como eu já esperava, o D. foi uma decepção enorme. Foi forte, machucou muito. E a ferida está aqui, exposta, sangrando... Mas eu não vou parar a minha vida por isso. Eu vou seguir em frente, ainda que doa.
A tristeza vai preencher o lugar da comida. And I'll be pretty.





-

5 comentários:

Nise disse...

Amyyyyyy... Voltei.
Pooo garota, espeero que voce esteja meelhorr depois desse post. Muda meu link ai do lado, certo?
Beijos
Nise

Anônimo disse...

FORÇA.

Vc já venceu muitas batalhas né ?!
Não é agora q vai ser diferente.

Anna disse...

não sei quantas vezes eu já te disse,mas seus posts substituem minhas palvras,eu realmente estou pensando tudo isso..quero parar de ser assim,tão errada como filha e ser adorável,mas nao tem dado NADA CERTO..mas ao contrario de vc [thinspo linda e maravilhosa das calças skinny largas] eu to rolando,entao imagine como isso piora..
torço mto por vc,por nos..FORÇASSSSSSS VC CONSEGUE..E
MANDE ESSE D. A MERDA..nao tem valor alguem q te machuca tanto..beijos

Se eu não sei, quem vai saber? disse...

Gataaaaaaa, me identifiquei MTOOOO com vc..Nao faz ideia!!!!!!Mta força SEMPRE!!!!Me sinto mto sozinha tbm, parece q nada vai dar certo mais FORÇA!Espero q possamos ser amigas pq ta complicado aqui pra mim tbm!!!!!Mil beijos

Barb. disse...

perdi as contas de quantas vezes tentei ser a filha adorável, mas nunca é o suficiente sabe. e quando eu resolvo ser eu mesma, aí é um problema.
esqueça esses dias ruins, e seja forte para um recomeço sem lágrimas. e pensar positivo é a base de tudo (é oq eu sempre tento dizer pra mim mesma rs)
se cuide amiga (L)