quinta-feira, 18 de junho de 2009

Sacrifice

Por dias eu tenho me mantido afastada dela, não tenho seguido seus conselhos, não tenho obedecido. Às vezes olho pra fitinha vermelha em meu pulso esquerdo e sinto culpa por desonrá-la assim.
Eu estava bem, mas voltei a me sentir estranha. Estou com uma dor no peito e um vazio, eu não posso mais agir dessa forma. Eu me sinto como se tivesse com mãos e pés algemados, eu não consigo comer sem pensar nas calorias, sem ter tramado uma forma de miar tudo antes que meu organismo absorva cada caloria.
Tenho comido, sim. E me envergonho por isso. Tenho comido muito, realmente. E não miei o necessário pra compensar a minha indisciplina. Eu me sinto triste porque sei que estou fazendo tudo errado, por estar correndo na direção errada.
Já acordo me sentindo uma fracassada eu nem me arrisco a tentar.
Falhei em todos os dias do meu lf na semana passada. Todos. Tudo terminou - como sempre - em compulsão, mas a Mia estava ali. Vou ter que voltar para o começo...
Eu sei que isso vai implicar a tranqüilidade que eu estava sentindo, os sorrisos que eu estava dando. Mas o inferno na minha cabeça continua, é tudo superficial! E eu tô tão gorda, eu me odeio todos os dias. Me dá nojo colocar a calça jeans, parei de me medir e de me olhar no espelho.
Eu vou começar outra vez. A fraqueza vai me incomodar muito mais agora que o meu organismo se acostumou aos excessos. Dor, dor, dor... Desconforto. Vou ficar irritada outra vez, triste, eu sei. Tenho sentido medo de me sentir assim...
Vale todo o sacrifício?
Tem que valer!
Eu não me sacrifiquei todos esses anos pra nada, eu não nadei tanto pra morrer na praia, eu não vou me declarar vencida, não vou desistir. Sei que o preço é alto, que Deus me proteja e me perdoe. Que Ele me perdoe por amar uma "doença".
Mas já faz parte de mim. Ela sou eu. Cuide da minha alma Senhor, não me permita perder a fé. O meu corpo está padecendo.

-

5 comentários:

Anna Thin . ♥ disse...

Oun Amiga!

Sei exatamente o que você está sentindo.
As veses tenho medo de me sentir mais feliz, de me sentir bem, o que implica e estar de BEM comigo mesma!
Isso é como se fosse uma barreira que impede a gente de se lembrar realmente do nosso propósito e é como se a tristeza e a amargura TIVESSEM que fazer parte do nosso ser para poder seguir em frente e nos lebrarmos realmente do nosso propósito..

É tudo tãoooo instável..

Mais sabe de uma coisa? Somos sim verdadeira guerreiras, pois apesar de tudo isso, dessa droga toda, ainda temos que enfrentar os nossos problemas do dia-a-dia..
Então você já sabe, você pode e você vai conseguir.. conte sempre comigo e conosco!

Beeijos e força!!

Atras da verdadeira identidade anaemia disse...

Kerida..primeiro fique calmaa..vc está num turbilhão de sentimentos e está nervosa. Pare e pense. Vc ker viver sua vida no controle. Vc decidindo kem vc eah e o ke vc come? é a sua escolha? entaum siga em frente. Não há pecado em kerer ser feliz e kerer está no comando da própria vida e do próprio corpo. Seja cautelosa consigo, se cuide, se ame, não se maltrate...mas seja o ke vc ker ser...mas fike calma pq nervosa vc apenas fica mais vulnerável. Eu sei qt dói as vezes se sentir "diferente"..eu me sinto assim td dia..mas vc é forte..tds aki somos forte..conte com a gente q td vai voltar aos eixos e dar certo. Um fim de semana p vc hiper mega feliz...bjs no S2

Dreamer disse...

uma vez fiz um post falando que ela era eu tambem....

sabe, eu nem sei o que dizer!

justamente porque, como te digo sempre, somos gemeas...
eh incrivel!

I love you! *-*
Mas nao deixe de sorrir, como tenho feito... NAO VALEEEE!
voce eh tao linda..
aproveita suas feriasssss! PORFAAA!

TWINNN*

hell w. disse...

Eu estava em uma fase de total descontrole e agora consegui voltar a seguir tudo - quase - que direitinho.
Melhor ir aos poucos.

Não sei muito que dizer, mas quero que você fique bem.
Eu me sinto super mal tb por ter me prendido a isso, mas sei lá, é involutário né.

Se cuida querida
beijos e fique bem!
;*

Anna disse...

"Mas o inferno na minha cabeça continua, é tudo superficial! E eu tô tão gorda, eu me odeio todos os dias. Me dá nojo colocar a calça jeans, parei de me medir e de me olhar no espelho.
Eu vou começar outra vez. A fraqueza vai me incomodar muito mais agora que o meu organismo se acostumou aos excessos."


ABSOLUTAMENTE IGUAL..
é,tem q ter força...
tbm estou tentando começar de novo.não fiz de tudo todos esses anos pra abandonar agora enh.
forças
beijos